Benefícios da imersão em água gelada

O que a Ciência nos diz

A voz da ciência

Benefícios da imersão em água gelada

Dr. João Diogo

A voz da ciência

Benefícios da imersão em água gelada
Dr. João Diogo

Aumento de energia:

A ciência prova que a imersão em água fria estimula o sistema metabólico, ativando o sistema nervoso simpático e aumentando os níveis de noradrenalina em 530% em consequência da resposta ao choque frio e melhorando a energia celular. Se procuras um boost de energia para começar o teu dia, o mergulho frio pode ser a resposta.

Aumento de performance e aceleração da recuperação:

Os benefícios do mergulho em água fria vão para além dos aspetos mentais e químicos corporais. Está provado que a terapia com água fria diminui a dor, a fadiga e a inflamação, e por isso, cada vez mais atletas adotam esta terapia como estratégia de competição de forma a melhorarem a sua alta performance.

Redução dos níveis de ansiedade e stress:

Há muitas evidências científicas de que o desequilíbrio hormonal pode contribuir para aumentar os níveis de stress e por consequência a depressão.

A terapia com água gelada tem demonstrado ser um tratamento eficaz para a redução dos níveis de ansiedade e stress. Isto acontece porque a ciência demonstrou que o estímulo do frio aumenta os níveis de humor e positividade devido ao incremento de dopamina em 250%, ajudando como consequência, a aumentar os níveis de positividade.

Aumento de foco e concentração:

O choque corporal assim que o corpo entra na água gelada faz disparar os níveis de dopamina no organismo. Este poderoso neurotransmissor responsável pelos índices de prazer e recompensa, melhora a motivação e aumenta a capacidade de memória, capacidade cognitiva, foco e atenção. Assim, a exposição ao frio torna-se num poderoso veículo de melhoria do foco e concentração.

Fortalecimento do sistema imunitário:

A imersão em água fria aumenta os glóbulos brancos e estimula os leucócitos, ajudando a combater doenças e infeções. Também faz com que o sistema linfático se contraia, forçando o fluido através dos gânglios linfáticos. Este processo ajuda a desintoxicar o corpo e a fortalecer o sistema imunitário.

Diminuição de dor crónica:

Foi demonstrado o aumento até 5 vezes mais de norepinefrina obtida através de imersões em água gelada de forma contínua. Este neurotransmissor pode reduzir drasticamente a inflamação e ajudar no tratamento da dor crónica.

Melhoria da qualidade do sono:

Quando se mergulha em água gelada, o corpo ativa o sistema nervoso autónomo. Este sistema é composto por duas partes que controlam a resposta ao stress. Quando se aprende a controlar a resposta ao stress começa-se a controlar o relaxamento e consequentemente o sono.

Foi provado pela ciência que a imersão em água fria melhora a qualidade do sono, melhorando também o ritmo circadiano devido à maior termorregulação da ativação do tecido adiposo. O sono é a variável chave para a melhoria da saúde e produtividade.